Afonso pena

Curitiba, Paraná, 2009

Durante meu projeto de conclusão de curso da faculdade, tive que ir até o aeroporto para fazer pesquisa de campo. Sabendo que ia ter que tirar fotos no saguão do aeroporto, levei a 50mm para lidar com a luz escassa (dada sua abertura máxima de f/1.4). Fizemos uma pausa para organizar as anotações em uma mesa no andar superior, próximo ao deck de observação.

Enquanto estava sentado, vi a cena acima. Várias pessoas olhavam os aviões, bem distribuídas ao longo da janela e com alturas variadas, o que resultou em uma linha bem delineada passando por suas cabeças. Também se apresentavam em várias posturas diferentes, algumas mais estáticas e outras mais inquietas. O conjunto me agradou, e de onde estava a 50mm enquadrava praticamente do jeito que eu queria (apenas um pouco mais aberto do que o enquadramento final acima, após o corte).

Não cheguei nem a me levantar para fazer a foto, e agora, sinceramente, não lembro exatamente se foi porque não tinha convicção de que a foto valesse a pena, se não queria interromper o trabalho ou ainda se já havia planejado cortar a parte inferior de qualquer jeito, de modo que seria irrelevante o fato das mesas e cadeiras aparecerem grandes pela perspectiva daquele ponto de vista. O que me lembro bem é de ter pré-visualizado a foto, em pb, com a exposição voltada para o céu, tornando todo o resto em silhueta. Já comentei em vários outros posts (basta procurar na categoria “luz”) sobre essa questão de como lidar com a contra-luz, então não vou entrar em detalhes aqui.

Algumas fotos surgem de maneira inesperada, enquanto outras, para as quais criamos grandes expectativas, acabam em decepção. Isso não quer dizer, contudo, que o processo consciente de identificar possibilidades, resolvê-las enquanto composições e executá-las seja desnecessário. Mesmo que ele nunca desse um único resultado satisfatório na vida de um fotógrafo — e eu creio que isso não aconteceria com ninguém — é através dele que a habilidade perceptiva se aguça para que as tais fotos entregues pelo acaso sejam de fato identificadas e aproveitadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s